POST EM DESTAQUE

  • Ana Clara Mardegan

Projeto Ecofrade inicia capacitação sobre coleta seletiva

O Projeto Ecofrade já iniciou a capacitação dos trabalhadores e prestadores de serviço da Ilha do Frade para realização da coleta seletiva. A ação busca promover um estilo de vida mais sustentável ao informar a população sobre como cooperar nos processos que envolvem a coleta, desde a maneira adequada de descartar cada material ao trabalho realizado pelos catadores.


Capacitação de trabalhadores da Ilha do Frade. Foto: Felipe Facini


Os primeiros encontros ocorreram na Sede da SAMIFRA, com participação do Instituto Últimos Refúgios e da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis da Ilha de Vitória (AMARIV). A catadora Ângela Cristina e o presidente da associação, Lúcio Heleno, foram os responsáveis por explicar as etapas de processamento do material proveniente da coleta seletiva, chamando atenção para o uso correto dos PEVs (pontos de entrega voluntária) e dos coletores, essenciais para o reaproveitamento de materiais.


Lúcio e Ângela durante a capacitação. Fotos: Felipe Facini


Os participantes tiveram oportunidade de esclarecer dúvidas e entender a importância da iniciativa para o meio ambiente e para a qualidade de vida dos frequentadores da Ilha. O bate-papo foi leve e informativo, com direito a brinde e pausa para um café compartilhado, com medidas sanitárias especiais para prevenir a Covid-19.


A coleta seletiva é uma das atividades mais importantes para a conservação do meio ambiente, além de gerar emprego e renda para os catadores de materiais recicláveis. De acordo com Lúcio, os participantes mostraram bastante interesse na iniciativa e se comprometeram a ajudar na separação dos resíduos gerados na Ilha:

“A AMARIV encara as capacitações como uma forma de ‘prestar contas’ para a sociedade, ao mostrar para onde vai e o que é feito com o material depositado nos coletores. Quando as pessoas entendem o processo, sentem-se mais engajadas a colaborar com a coleta. Nos encontros com os prestadores de serviço, tiramos muitas dúvidas sobre a separação dos resíduos, além de exemplificar o que não deveria ser descartado nos coletores, como restos de alimentos e materiais hospitalares.”

Participantes da capacitação. Fotos: Felipe Facini


Os primeiros resultados da capacitação puderam ser observados em apenas algumas semanas após o encontro, quando catadores da AMARIV recolheram mais de 360 quilos de resíduos nos PEVs da Ilha sem nenhum rejeito, contaminação ou item impróprio para a coleta seletiva.


Limpeza dos PEVs. Fotos: Felipe Facini


A conquista é um grande avanço em direção à mudança de mentalidade e à conservação do meio ambiente. As capacitações integram as pessoas no processo de limpeza e reciclagem, tornando-as parte fundamental desta grande iniciativa. Além de compreenderem o papel dos catadores, percebem que podem ajudar com ações pequenas, capazes de tornar a Ilha do Frade um símbolo de sustentabilidade para a Grande Vitória.

 

O Projeto Ecofrade é uma realização do Instituto Últimos Refúgios em parceria com a Vale e a SAMIFRA (Associação dos Moradores Proprietários e Amigos da Ilha do Frade), com apoio da Prefeitura de Vitória e da AMARIV (Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis da Ilha de Vitória).

48 visualizações