POST EM DESTAQUE

Foto do U.R. ganha concurso no Instagram

10/07/2019

1/7
Please reload

Você sabe o que é um Gambá? E um Cangambá?

June 26, 2019

 

Você sabe o que é um gambá? Aposto que quando leu a pergunta já imaginou no clássico “gambá” dos desenhos. Aquele mesmo, preto com as listras brancas nas costas, que esguicha um líquido fedorento quando se sente ameaçado. Acertei? E se eu te falar que aquele animal não é um gambá? Calma! Vou explicar.

 

Existem os gambás e os cangambás. São animais de espécies totalmente distintas. Vamos citar algumas diferenças para compreender com maior facilidade.

Gambás

 

O gambá é um mamífero marsupial (Didelphis sp.), da família Didelphidae, ordem Didelphimorphia, representado por seis espécies diferentes, sendo que quatro delas tem ocorrência no Brasil. São animais de pequeno e médio porte. As fêmeas possuem um marsúpio, que também chamamos de  bolsa, onde os filhotes, que tem estágio incompleto no nascimento (prematuros), ficam protegidos e se alimentam até seu completo desenvolvimento.

 

 

São animais com hábitos noturnos, mas podem ser vistos durante o dia. Uma das suas principais estratégias de defesa é fingir-se de morto (processo chamado de tanatose). Mas não é simplesmente ficar parado, eles mudam algumas características no funcionamento do corpo, como por exemplo, diminuindo a frequência cardíaca e respiratória e ficando realmente imóveis quando tocados ou movidos. Esse período pode durar de 1 a 30 minutos.

 

Quanto ao odor desses animais, realmente é desagradável, mas não é tão fétido quanto o dos cangambás, sendo suportável ao olfato humano. Eles possuem glândulas paracloacais (localizadas na região da cloaca), onde fica a secreção com o odor. Tanto as fêmeas, quando os machos, utilizam este cheiro característico para defesa, marcação de território e acasalamento. Sendo que, no período de cio a fêmea libera uma quantidade maior de secreção.

 

 

Cangambás

 

Os cangambás são mamíferos da família Mephitidae, ordem Carnívora, mas não são marsupiais, o que já indica que não são a mesma espécie. São encontrados em bosques ou campinas. Há espécies nas Américas, incluindo o Brasil. Conhecidos aqui como o zorrilho, jaratataca ou também por doninha-fedorenta. Quando se sente ameaçado levanta a cauda e as patas traseira e libera um jato de líquido fétido, produzido pelas glândulas localizadas no ânus. Este jato pode chegar a 3 metros de distância.

 

Esse líquido não é produzido constantemente, só em último caso. Além do cheiro desagradável, causa ardência nas narinas e nos olhos, tontura e enjoo, o que ajuda a atordoar os predadores permanecendo ativo por muito tempo. Essa é a sua principal estratégia de defesa. A secreção expelida pelo cangambá é composta por uma mistura de substâncias químicas contendo enxofre. É tão poderosa que pode ser sentida a mais de 5 km pelo nariz humano, se tiver a favor do vento.

 

Esses animais possuem os pelos com tonalidades escuras, porém no dorso podemos ver duas largas listras brancas que vão da cabeça até a cauda. Possuem o peso médio de 4 kg e medem até 75 cm de comprimento.

 

A alimentação é composta por insetos, como coleoptera, orthoptera e aranhas, e pequenos vertebrados. Possui hábitos terrestres e noturnos e utilizam tocas, onde repousam durante o dia. Ocorrem em áreas abertas, tendo espécies no Brasil que ocorrem na caatinga, cerrado e também no pampa.

 

E agora, quem sou eu?

 

Então vamos lá. Para concluir e saber se foi compreendido, digam para vocês mesmos quem é quem a partir das minhas perguntas:

 

Tenho pelos escuros e listras brancas no dorso? Quando me sinto ameaçado, solto um esguicho com um cheiro nada agradável? Quem sou eu?

 

Sou um marsupial? Minha principal estratégia de defesa é se fingir de morto? Quem sou eu?

 

Acertou? é isso aí! Agora é tentar não se confundir mais, pois as vezes confundir esses animais acaba sendo o decreto de morte do gambá. Mesmo sendo animais protegidos por lei muitas pessoas matam por achar que é fedorento e nojento, o que não é verdade. Então a missão agora é a conscientização. Conscientize-se e conscientize o próximo para que protejam esses animais e todos os outro. Afinal, todos possuem um importante papel na natureza.

Autores: Brenda de Souza Rocha, Laiz Pontes e Giulia Marconato.

 

Email: projetomarsupiais@gmail.com

 

Ajude-nos a proteger nossos marsupiais! Siga o Projeto Marsupiais e compartilhe nossas publicações pelo Facebook e Instagram.

 

 

O Projeto Marsupiais é uma iniciativa do Instituto Últimos Refúgios, que busca a sensibilização ambiental por meio da cultura, pesquisa científica e educação ambiental. Criado em 16 de maio de 2017, o projeto tem como objetivo aumentar o conhecimento sobre a fauna de marsupiais presentes na Mata Atlântica, e assim promover a conservação através da sensibilização da população. Nosso grande objetivo é mostrar a riqueza dessas espécies e sua grande importância para o ecossistema como um todo e para o ser humano em particular.

 

Artigo 29 da Lei nº 9.605 (Lei de Crimes Ambientais) de 12 de Fevereiro de 1998

É crime - Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida. Pena - detenção de seis meses a um ano, e multa.

O Instituto Últimos Refúgios é uma organização sem fins lucrativos na qual os participantes são voluntários e precisa de recursos para financiar as suas atividades. Se gosta de nosso trabalho e quer que ele continue, saiba como colaborar clicando na imagem abaixo ou no link: PARTICIPE.

 

 

"Inspirando pessoas, promovemos mudanças!"

 

Também acompanhe o Instituto Últimos Refúgios nas mídias sociais.

 

  

 

 

 

Please reload

Store_UltimosRefugios.png

Somos uma organização sem fins lucrativos. Por isso dependemos de doações para manter viva a luta em prol do meio ambiente. Sua colaboração mensal garante a continuidade e a independência do nosso trabalho.

Post_amigos_do_ultimos_refugios01.jpeg

Quer receber novidades? - Assine a newsletter

CALL US:

+55 (27) 3022-1667

Rua Humberto Balbi - 21 - Ed. Renê Descartes - sala 208 -

Jardim Camburi - Vitória, ES - Brazil

2006-2019 © Últimos Refúgios - All rights reserved

  • Facebook - Últimos Refúgios
  • YouTube - Últimos Refúgios
  • Instagram - Últimos Refúgios
  • Twitter - Últimos Refúgios