POST EM DESTAQUE

Foto do U.R. ganha concurso no Instagram

10/07/2019

1/7
Please reload

Vamos falar um pouco sobre as cutias?

Para quem na infância cantava “corre cutia na casa da tia” nas brincadeiras de roda, sente que esse nome soa familiar. Mas quem é a cutia? Você sabe?

 

 

As cutias são mamíferos roedores frugívoros do gênero Dasyprocta, elas estão distribuídas em toda a América Neotropical em 11 espécies das quais 9 ocorrem no Brasil. São animais de pequeno porte, pesam em média de 3kg a 6kg e cerca de 49 – 64 cm de comprimento.

 

Esses mamíferos são chamados de forrageadores, que são aquelas espécies que passam maior parte do seu horário de atividade em busca de alimento. No caso da cutia, ela passa parte do dia forrageando à procura de frutas e sementes, e possuem um comportamento muito interessante: elas têm o hábito de carregar as sementes por longas distâncias e enterrá-las no solo como forma de estocar alimento para uso futuro. Devido a esse comportamento, elas desempenham grande importância ecológica como dispersores de sementes, pois contribuem para a manutenção da diversidade de árvores da floresta.

 

É seu olfato apuradíssimo é que auxilia na procura de alimento e na comunicação entre os indivíduos, por meio de secreções deixadas no ambiente.

 

Infelizmente as cutias correm o risco de entrar para a lista de ameaça de extinção por vários fatores. O primeiro deles é perda do habitat causada pela fragmentação da Mata Atlântica, no caso da nossa região, afetando seu hábito de forrageio que demanda grandes áreas florestais, leva a dispersão e isolamento das populações, impedindo o fluxo migratório para outras regiões e ainda facilita a caça, sendo este outro fator, já que sua carne é considerada pelos caçadores de boa qualidade para consumo.

 
* Texto de Jennifer Oliveira, graduanda em Biologia e voluntária do Instituto Últimos Refúgios.

 

* Foto de Leornado Merçon, fotógrafo de natureza e conservação, voluntário do Instituto Últimos Refúgios (Instagram - @leonardomercon).

 

Acompanhe também o Instituto Últimos Refúgios nas mídias sociais.

Facebook - www.facebook.com/ultimosrefugios

Youtube - www.youtube.com/ultimosrefugios

 

O Instituto Últimos Refúgios é uma organização sem fins lucrativos na qual os participantes são voluntários. Se gosta de nosso trabalho e quer que ele continue, saiba como colaborar no link: PARTICIPE

 

"Inspirando pessoas, promovemos mudanças!"

 

 

REFERÊNCIAS
 

WILSON, D. E.; REEDER, D. M. Mammal species of the world: A Taxonomic and Geographic Reference. Johns Hopkins University Press: Baltimore, ed. 3, p. 2142, 2005.

 

REIS, N. R; PERACCHI, A. L.; PEDRO, W. A.; LIMA, I. P. Mamíferos do Brasil. Londrina, N. R. Reis, ed. 2, p. 439, 2011.

 

MULLER-LANDAU, H. C. Predicting the Long-Term Effects of Hunting on Plant Species Composition and Diversity in Tropical Forests. Biotropica. v. 39, p. 372–384, 2007.

 

HOSKEN, F.M.; SILVEIRA, A.C. Criação de cutias. Aprenda fácil. Viçosa, Minas Gerais. v.4, p. 21-22, 2001.

 

PERES, C. A. Effects of subsistence hunting on vertebrate community structure in Amazonian forests. Conservation Biology, v. 14, n. 1, p. 240-253, 2000.

 

PERES, C. A. Synergistic effects of subsistence hunting and habitat fragmentation on Amazonian forest vertebrates. Conservation Biology, v. 15, n. 6, p. 1490-1505, 2001

 

Please reload

Store_UltimosRefugios.png

Somos uma organização sem fins lucrativos. Por isso dependemos de doações para manter viva a luta em prol do meio ambiente. Sua colaboração mensal garante a continuidade e a independência do nosso trabalho.

Post_amigos_do_ultimos_refugios01.jpeg

Quer receber novidades? - Assine a newsletter

CALL US:

+55 (27) 3022-1667

Rua Humberto Balbi - 21 - Ed. Renê Descartes - sala 208 -

Jardim Camburi - Vitória, ES - Brazil

2006-2019 © Últimos Refúgios - All rights reserved

  • Facebook - Últimos Refúgios
  • YouTube - Últimos Refúgios
  • Instagram - Últimos Refúgios
  • Twitter - Últimos Refúgios