top of page

POST EM DESTAQUE

  • Foto do escritorVitor Pinheiro

Pedra azul x Forno Grande: mais uma etapa de gravações de novo documentário é concluída


Equipe de Produção realizando ajustes / FOTO: Iasmin Macedo



Realização do Instituto Últimos Refúgios, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo, o filme documental, Corredor Ecológico: Pedra Azul x Forno Grande, teve mais uma etapa de filmagens encerrada em janeiro. Nesta fase foram realizadas imagens e entrevistas com moradores no Corredor Ecológico que liga o Parque da Pedra Azul e a Reserva Águia Branca ao Parque Estadual do Forno Grande.



O produtor executivo Raphael Gaspar esclareceu que o material está em fase avançada de produção e tem previsão para ser concluído no segundo semestre de 2023.

“Estamos passando por todos os lugares do Corredor Ecológico, desde Domingos Martins, até Vargem Alta, além do Parque Estadual do Forno Grande, em Castelo. Tudo está para ser finalizado em setembro e estamos planejando o lançamento entre os meses de setembro e outubro”, concluiu Raphael, que também é diretor do Instituto Últimos Refúgios.



Produtor executivo Raphael Gaspar e Captação de imagens externas / FOTOS: Raphael Gaspar e Iasmin Macedo


Além de construir narrativas com imagens dos animais nativos e tratar sobre a preservação da fauna e flora, a obra, que é derivada da série “Áreas Protegidas”, que deu origem ao livro “Últimos Refúgios: Da Pedra Azul ao Forno Grande”, ainda retratará questões culturais, socioambientais e econômicas desse importante território da Região Serrana do Estado, mostrando as principais atividades econômicas da região, abordando a agricultura e o turismo como vetores de desenvolvimento, além de apresentar referências locais de empreendedorismo, colaborando para o desenvolvimento sustentável deste e de outros lugares do Brasil.



FOTOS: Raphael Gaspar


O diretor de fotografia e cinegrafista da natureza do projeto, Leonardo Merçon, conta que o ponto mais interessante dessa nova expedição foi aprofundar as histórias descobertas durante a produção do livro em 2021, agora com maior liberdade de investigação no formato documentário.


“Para a plataforma livro nosso maior objetivo foi o registro da biodiversidade, já para um documentário é possível explorar mais as histórias, as pessoas e a parte social. Nessa expedição encontramos com vários personagens que desenvolveram um pouco mais esses casos tão legais, que antes tínhamos apenas um vislumbre”, concluiu Leonardo que é fotógrafo da natureza e o fundador do Instituto Últimos Refúgios.



Pôr do Sol no Parque Estadual do Forno Grande / FOTO: Iasmin Macedo




REALIZAÇÃO

Instituto Últimos Refúgios

Ministério do Turismo - Secretaria Especial da Cultura


PATROCÍNIO


APOIO



FOTOS: Equipe Últimos Refúgios

コメント


bottom of page