POST EM DESTAQUE

Foto do U.R. ganha concurso no Instagram

10/07/2019

1/7
Please reload

#EaHoradoMar

March 11, 2018

Cientistas e ambientalistas lutam contra a possibilidade de parte sensível dos arquipélagos ficar de fora das Unidades de Conservação Marinhas propostas para os arquipélago de São Pedro e São Paulo (PE), e da cadeia de Montes Submarinos Vitória-Trindade e Arquipélagos de Trindade/Martim Vaz (ES)

Essa questão é relacionada às discussões recentes sobre a criação de duas grandes reservas marinhas no Brasil. É necessário um movimento para aglutinar pessoas que tenham vontade de ver um Brasil que respeita a Natureza, para cobrar o que foi tão amplamente debatido e aprovado em reuniões públicas e após muitos anos de esforços em pesquisas. 

Há a preocupação de que as modificações no desenho, proposto para as Unidades de Conservação, torne as áreas de proteção não tão efetivas quanto deveriam e como havia sido propostas por cientistas e conservacionistas.  Nas ilhas oceânicas e águas do entorno vivem dois tipos de animais, os recifais e os pelágicos/oceânicos. Os recifais são aqueles associados a rochas, algas calcárias, corais, esponjas e substratos consolidados. As espécies oceânicas e pelágicas vivem em uma vasta região, e se deslocam em águas mais profundas. 

Ao se desenhar uma reserva nesse cenário, é fundamental incluir nela uma boa parcela de região de ilhas, recifes rasos e picos submersos. Assim como, para os animais oceânicos, uma grande área de mar aberto, devido à sua grande área de vida.

É preciso que a sociedade reforce a necessidade de termos as Unidades de Conservação Marinhas com os limites que foram discutidos nas reuniões e debates públicos. Todos sairemos ganhando! Natureza, conservação, soberania e pesca. Para isso é preciso englobar as ilhas, parte emersa e recifes rasos do entorno, para que as Unidades de Conservação façam pleno sentido.

 

"Compatibilizar as necessidades de gestão entre Marinha e ICMBio, para que soberania e conservação da natureza sejam garantidas é possível. Reverter a perda de biodiversidade não." Angela Kuczach


Manifeste seu apoio à inclusão da ilhas oceânicas, recifes rasos e picos submersos nas reservas da seguinte forma:
 

1 - POR TELEFONE:

* Comandante da Marinha, Almirante Bacellar Ferreira: (61)3429–1001

* Casa Civil da Presidência - Ministro Eliseu Padilha: (61) 3411-1573/1935

* Gabinete Pessoal do Presidente da República: (61) 3411-1200 / (61) 3411-1201

 

2 - E-MAILS Institucionais ou Pessoais:

* Educadamente peçam pela INCLUSÃO DAS ILHAS, RECIFES RASOS e PICOS SUBMERSOS, NOS MONUMENTOS NATURAIS. Ao Comando da Marinha assistcm@marinha.mil.br e ao gabinete da Presidência da República gabinetepessoal@presidencia.gov.br

 

3 - PETIÇÃO ONLINE:

* Link: http://redeprouc.org.br/campanhas/eahoradomar/

 

4 - CARTA ABERTA:

* Instituições e  Universidades - Solicite a participação através do e-mail: painelmar@gmail.com 

 

5 - DIVULGAÇÃO:

Divulgue esse conteúdo para a maior quantidade de pessoas e instituições possíveis, seja compartilhando a mensagem (em midias sociais, imprensa, whatsapp) ou criando seu próprio conteúdo.


MAIS INFORMAÇÕES
* Matéria no site da Associação O Eco

* Relato do biólogo e documentarista da natureza João Paulo Krajewski

 

 

Fotos: João Luiz Rosetti Gasparini 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Store_UltimosRefugios.png

Somos uma organização sem fins lucrativos. Por isso dependemos de doações para manter viva a luta em prol do meio ambiente. Sua colaboração mensal garante a continuidade e a independência do nosso trabalho.

Post_amigos_do_ultimos_refugios01.jpeg

Quer receber novidades? - Assine a newsletter

CALL US:

+55 (27) 3022-1667

CHOOSE YOUR LANGUAGE:

Rua Humberto Balbi - 21 - Ed. Renê Descartes - sala 208 -

Jardim Camburi - Vitória, ES - Brazil

2006-2019 © Últimos Refúgios - All rights reserved

  • Facebook - Últimos Refúgios
  • YouTube - Últimos Refúgios
  • Instagram - Últimos Refúgios
  • Twitter - Últimos Refúgios